sexta-feira, 26 de outubro de 2012

ESPORTE TEM TUDO A VER COM SAÚDE


ESPORTE TEM TUDO A VER COM SAÚDE

A prática de esportes diminui a ansiedade, melhora o sono e o relacionamento com as pessoas. Pode contribuir na superação da timidez, no eito de falar e dá mais capacidade de concentração. Portanto o esporte influencia todos esses aspectos de nossa saúde física e psicológica, sem falar na boa aparência que se acaba mantendo com a prática de esportes.

  Como o adolescente e o jovem precisam de um desenvolvimento corporal para um bom crescimento, o esporte contribui com o fortalecimento ósseo, com uma boa respiração etc. Mas a saúde também está muito ligada com a questão psicológica. Se você não se aceita e se a sociedade não o aceita, isso acaba acarretando numa depressão, numa atitude de isolamento. O próprio corpo acaba entrando em colapso se você não estiver bem consigo mesmo.
  Ai também entra o benefício da prática do esporte, que ajuda a estarmos bem fisicamente, que influencia na nossa autoestima e ajuda no nosso relacionamento com outras pessoas.

Incentivo e vontade
   
  Por estarmos numa época de ficar sentado na frente do computador, a prática de esportes depende basicamente de incentivos. A escola tem um papel importante para incentivar, especialmente novas práticas. Existem outras modalidades que talvez o jovem não conheça. Então a motivação é o primeiro passo para adquirir o hábito da prática esportiva como uma rotina.
  Além da escola, a mídia poderia contribuir muito mais. Assim como ela elabora um estereótipo d como devemos ser e agir, ela também poderia mostrar que a saúde não é só a ausência de doenças, mas que a saúde é bem-estar físico, mental e espiritual.
  O poder público também tem uma grande responsabilidade. Em São Luís do Maranhão, por exemplo, não existe esse incentivo do prefeito, do governo para a questão do esporte. É um déficit. Aqui não há campos abertos, não há praças grandes, e com segurança. O governo age como o esporte estivesse associado à educação e assim fica restrito ao âmbito da escola. Mas faltam lugares fora da escola. Não se veem lugares seguros destinados ao esporte. Não existem esses lugares que têm uma prática rotineira de exercícios que possam atender à demanda da comunidade.
   Se no nosso país a prática do esporte fosse mais incentivada e tivesse um espaço maior para tal, diminuiria não apenas o índice de doenças e de obesidade, mas a própria prática do consumo de drogas. Porque os jovens não têm uma ocupação, uma distração, não têm algo que lhes faça bem. E muitos buscam isso nas drogas, no álcool, nas más companhias. Então, a prática de esportes está diretamente relacionada à diminuição de problemas sociais.

A vigorexia
  
  Nós gostaríamos de fazer um alerte aos jovens sobre um problema que está se alastrando cada vez mais: a vigorexia. É uma consequência da pressão imposta pela sociedade pelo corpo perfeito. Os jovens geralmente se prendem muito ao computador, à televisão e querem tudo num passe de mágica, imediatamente. Esse tipo de jovem quer fazer uma hora de exercício física por dia e quer ficar com o corpo perfeito. Por isso, muitas vezes vão em busca de suplementos, de anabolizantes e acabam com a sua própria saúde.
  A vigorexia já é uma fase de síndrome, de transtorno. A pessoa malha muito e, mesmo com o corpo já saturado, musculoso, torneado, ainda assim se vê magra. É um distúrbio psicológico. É uma espécie de insegurança. Ela não se sente aceita pela sociedade, não se aceita a si própria e busca desenfreadamente um corpo perfeito. É uma doença psicológica que leva a uma dismorfia corporal.
  O esporte, especialmente coletivo, pode ser uma prevenção à vigorexia. O organismo de um atleta ou de uma pessoa que pratica atividade física, até mesmo esporadicamente, é um organismo bem preparado fisicamente e psicologicamente. Dificilmente entraria na vigorexia.

QUESTÕES PARA DEBATE

1 – O que você tem a dizer sobre a questão do “corpo perfeito”?
2 – Comente o que você entendeu sobre o texto.

Myla Kalina, Thamires Frota, Kaio Belo e Deusymanne Ferreira.  (Texto extraído da revista Mundo Jovem – outubro de 2012.).
 





24 comentários:

willian vieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
willian vieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
willian vieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
willian vieira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Vívian Moraes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fernanda machry disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda machry disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vinicius disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vinicius disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nati Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Filosofando com Mandii disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Enzo disse...

A pera esse ultimo aqui /\ foi o comentário do Enzo Mistura da turma 102

Raafa Piva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Franciele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Meu mundo... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Larissa Albuquerque disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Larissa Albuquerque disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Bruna Trindade Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Victoria Gross disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camila Bigliardi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manueladcs disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriela Dullius disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexis Cavichion disse...
Este comentário foi removido pelo autor.